Terça-feira, 24 de Novembro de 2009

Maratona das Cortiçadas de Lavre "Por Entre Chaparrais e Pinhais"

 
Após o Geo-Raid da Lousã, o RV, na sua busca incessante por novos empenos, lançou o desafio de participarmos na Maratona das Cortiçadas de Lavre, lá para as bandas de Vendas Novas. Apesar de já não estar muito virado para maratonas e de o percurso ser demasiado rolante para o meu gosto, lá me inscrevi. Afinal e deslocação não era longa, previa-se uma prova calma, sem grande número de participantes e sempre se variava um bocado dos locais habituais de pedalada.
Como cabeças de cartaz estavam anunciados o Victor Gamito e a Sandra Araújo. Participaram também os cançonetistas Anjos, que pelos vistos agora também se dedicam ao BTT.
A inscrição custava treze ou dezoito euros, consoante se quisesse ou não almoçar. Optei pela segunda possibilidade. Estavam incluídos dois abastecimentos (pelo menos no percurso da maratona – 65 km) e ainda ofereceram umas lembranças (t-shirt, boné e esferográfica).
Foram quatro os “pedras” participantes: RV, Vlad, JC e PM. Estávamos algo apreensivos com as previsões meteorológicas que davam possibilidade de chuva para o dia da prova (14 de Novembro). Felizmente, apesar do céu nublado, não caiu uma pinga de chuva e esteve uma temperatura óptima para pedalar.
 
Secretariado 
 
Troca de galhardetes antes das hostilidades
 
Delegação pedrAmarela: PM, JC, RV e Vlad
 
O percurso foi rolante como o previsto (630 m de acumulado de subidas, em 65 km), sendo no entanto bastante bonito e agradável de fazer. O piso estava em boas condições, mas apresentava-se algo pesado nalguns locais, tornando a progressão algo difícil. Como o número de participantes era reduzido e a maioria optou pela meia maratona, pedalou-se sempre à vontade e sem molhadas.
A organização era simpática e esteve bastante bem. Secretariado rápido. Excelente marcação. Abastecimentos q.b. Almoço farto e bem confeccionado.
A concentração, o secretariado e os banhos foram no campo de Futebol lá da zona.
A partida foi dada com algum atraso, junto à sede da entidade organizadora (Associação de Jovens das Cortiçadas).
 
 
 
O combustível do RV
 
Primeiras pedaladas, ainda dentro da povoação
 
A prova em si correu-me bastante bem e até achei graça à rapidez do percurso. Nunca tinha feito uma média tão rápida numa prova (23 km/hora).
Partimos rápido, com o JC e eu a alternarmos na frente do nosso grupo. O Vlad arrancou com mais calma. O RV não se deu muito bem com a rapidez da partida e foi gradualmente perdendo contacto connosco, que lá seguimos a bom ritmo.
 
Já nos trilhos
 
Com cerca de trinta quilómetros de prova, o JC constata que perdeu o GPS. Volta para trás para o procurar e sigo sozinho. O que vale é que ainda há gente honesta e o GPS foi-lhe entregue por outro participante, que entretanto o tinha encontrado.
O momento em que alcanço outro bttista coincide com o início de uma rampa inclinadíssima. Inicialmente ainda pensei que desse para subir a pedalar, mas rapidamente desisti da ideia. Teve mesmo de ser a empurrar. Não me lembro de alguma vez me terem doído tanto os gémeos como nesta malfadada rampa.
 
Raios partam a rampa
 
Segui com o meu novo companheiro até uma zona onde, durante alguns quilómetros, o piso estava bastante enlameado e pesadíssimo. A lama começou a agarrar-se às rodas e temi o pior. Felizmente a bike aguentou-se sem bloquear. Menos sorte teve o outro rapaz, que ficou lá preso na lama.
Volto a seguir sozinho, até conseguir alcançar outro participante que já vinha a perseguir havia alguns quilómetros e juntamente com o qual terminei a prova. A parte final foi extremamente rápida, feita sempre em “talega” e com alguns “singles” divertidos.
 
Zona de meta
 
68 participantes terminaram a maratona e 118 a meia maratona. Fiquei classificado em 14º lugar (2:44’:30’’), a quatro minutos do Vitor Gamito e a vinte minutos do vencedor José Silva. O JC ficou em 17º (2:49’:24’’), o RV em 22º (2:52’:53’’) e o Vlad em 54º (3:23’:59’’).
 
Vitor Gamito aguarda a sua vez para lavar a bike
 
Após a lavagem das bikes e do retemperador banho, seguimos para o almocinho. Este consistiu de um belo cozido à portuguesa, servido num amplo salão, num ambiente de grande animação.
 
RV prepara-se para atacar o cozido
 
Foi uma manhã de BTT diferente e agradável.
 
 PM

 

tags:

publicado por pedramarela às 20:45
link do post | comentar | favorito
|

.pedrAmarela BTT


. sobre nós

. seguir perfil

. 1 seguidor

.pesquisar

 

.Maio 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Novas Camisolas num dia d...

. 25 de Abril à Chuva

. 10.000 km em Single-Speed...

. SSintra, 26-02-2012

. Sintra - 17-02-2012

. Arrábida - 10-02-2012

. Moinhos da Raimonda - 05-...

. Arruda/Montejunto - 26-01...

. Malveira/Arruda/Sobral - ...

. Malveira/Santa Cruz - 13-...

.arquivos

. Maio 2012

. Abril 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Junho 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

.links

SAPO Blogs

.subscrever feeds