Quinta-feira, 3 de Dezembro de 2009

1º de Dezembro na Serra de Grândola

 

 

Depois de uma primeira tentativa no Domingo passado, na qual os intervenientes nem conseguiram pôr as bikes em cima do carro, tal era a carga de água, concretizou-se no feriado do primeiro de Dezembro uma nova incursão à serra de Grândola.

Desta vez, dado que não se esperava chuva forte, resolvi juntar-me ao grupo inicial, que era constituído pelo Marco Messias (o ideólogo da volta), pelo Carlos Pinto e pelo Mário (novo recruta, oriundo da estrada e que se aguentou muito bem).

O objectivo era seguir um track marcado pelo Rui Matias, com cerca de 76 km e que dava pelo nome de “singletracks Grândola 2008”. Algo parecido com o que já tínhamos feito em Junho de 2007 com um grupo maior, tendo então por guia o próprio autor do track.

 

Mário, MM, CP e PM

 

Arrancámos junto às piscinas de Grândola, ainda não eram nove horas. Apesar do céu nublado, não se previa chuva e os trilhos pareciam em bom estado.

 

 

 

Uma das muitas vedações a transpôr

 

 

 

                          O meu indica para a esquerda...

 

                           ...e o meu para a direita.

 

A navegação iria ser feita pelo MM e pelo CP. Esta não foi muito fácil, pois o terreno é bastante fechado, os trilhos são sinuosos, variados e muito perto uns dos outros, tornando difícil perceber qual deles seguir. Por outro lado, alguns trilhos eram pouco visíveis ou tinham sido lavrados recentemente. Tudo isto levou a algumas hesitações e enganos. Diga-se que a quantidade de vedações, cujas cancelas é necessário abrir e voltar a fechar, também chateia um bocado. Mas lá fomos avançando, sem pressas. Não tínhamos horários a cumprir, pelo que só estávamos preocupados em gozar estes excelentes trilhos e paisagens, num ambiente de boa disposição.

 

 

 

 

 

                            Habitante local

 

Apesar das chuvadas dos últimos dias, o terreno apresentava-se em bastante bom estado e praticamente sem lama, estando as ribeiras com muito pouca água. A serra estava magnífica. Viçosa, cheia de verde e de cogumelos. A paisagem era dominada pelo costumeiro e constante sobe e desce, no qual os vales profundos, onde correm inúmeras ribeiras, alternam com subidas, mais ou menos longas e mais ou menos difíceis, que nos levam ao cimo de montes, onde ocasionalmente surge uma ou outra habitação dispersa. A vegetação é abundante e essencialmente constituída por sobreiros, azinheiras, medronheiros e outras árvores e arbustos típicos deste micro clima. Ocasionalmente, por entre a vegetação, avista-se o mar e a praia de Melides.

 

                        Marco no alto do Marco Geodésico da Atalaia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Com vinte e poucos quilómetros percorridos, ainda nem tínhamos pois feito metade do percurso, começa a cair uma chuvinha miudinha. Esta, inicialmente não constituía nenhum problema, mas, pouco a pouco, foi engrossando, puxada por vento de Sul, tornando-se preocupante. Vestimos os impermeáveis e abrigámo-nos num curral em ruínas para ver como evoluía a situação. Infelizmente a chuva “agarrou” mesmo e não se vislumbrava possibilidade do tempo abrir. Dado que ainda faltavam bastantes quilómetros, num percurso nada fácil, e dado que aquilo era um passeio para desfrutar e não uma maratona para nos martirizarmos, optámos por uma retirada estratégica. Descemos então a serra toda por estrada, debaixo de chuva, até Grândola. E o que nós desejámos que aquilo fosse a subir. É que o raio da descida nunca mais acabava e já estávamos bem ensopados e enregelados. O que vale é que não perdemos  a boa disposição e lá nos fomos animando mutuamente com algumas larachas.

 

 

 Preparativos para a chuva

 

 Nos curros, a ver se a chuva passa

 

Depois de adiado, o passeio ficou agora inacabado. Parece que esta serra não quer nada connosco. Mas não perde pela demora. Havemos de lá voltar numa próxima oportunidade para percorrer todos os metros deste enguiçado track.

 

PM

 

tags:

publicado por pedramarela às 20:27
link do post | comentar | favorito
|

.pedrAmarela BTT


. sobre nós

. seguir perfil

. 1 seguidor

.pesquisar

 

.Maio 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Novas Camisolas num dia d...

. 25 de Abril à Chuva

. 10.000 km em Single-Speed...

. SSintra, 26-02-2012

. Sintra - 17-02-2012

. Arrábida - 10-02-2012

. Moinhos da Raimonda - 05-...

. Arruda/Montejunto - 26-01...

. Malveira/Arruda/Sobral - ...

. Malveira/Santa Cruz - 13-...

.arquivos

. Maio 2012

. Abril 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Junho 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

.links

SAPO Blogs

.subscrever feeds