Domingo, 22 de Janeiro de 2012

Malveira/Arruda/Sobral - 19-01-2012

     Nova volta com partida e chegada na Malveira, mas bastante diferente da anterior. É que se na semana passada a dificuldade derivava mais da distância, sendo o percurso mais para o rolante, desta vez, embora o percurso fosse mais curto, era duríssimo. O sobe e desce era constante, sendo frequentes as rampas com grande inclinação, algumas delas com pisos bem pastosos e escorregadios. A juntar a isso e estando nós numa região ainda com bastante agricultura, apanhámos várias zonas com o piso em muito mau estado, devido à passagem de tratores e outros veículos agricolas em zonas com água.

     Apesar das dificuldades, estava quase tudo ciclável (havendo pernas), sendo este percurso bastante bonito e variado. Subidas, descidas, estradões, singles, zonas de vegetação cerrada, zonas mais abertas, pisos secos, grandes lamaçais, apanhámos um pouco de tudo, numa alternância constante e, por vezes, inesperada.

     Outro atrativo desta volta é o fato de se desenrolar maioritariamente em campo e áreas agicolas. Tirando a Malveira, todas as povoações pelas quais passamos são de pequeno porte e pacatas, pedalando quase sempre em zonas isoladas. Acabamos mesmo por não passar na Arruda nem no Sobral, mas apenas nos seus arredores.

     Terminámos com um registo de 75 Km bem durinhos. O acumulado de subidas ultrapassou ligeiramente os 2000 m.

 

Primeiras pedaladas em terra, após a Venda do Pinheiro.

 

 

Arranja-me aí uma braçadeira ou passas o resto da volta a apanhar o meu GPS.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Louriceira. Sociedade Recreativa Louricense.

 

 

 

 

 

 

 

Arruda dos Vinhos.

 

O single bem escorregadio que nos conduziu até Pé do Monte.

 

Gusto sobe após Pontes de Monfalim.

 

Uso alternativo para o suporte do GPS.

 

Montejunto. Fica para a próxima.

 

 

Capela de Nossa Srª dos Milagres, perto de Folgorosa.

 

PM, JC e Gusto. 

 

Vista a partir da capela.

 

 

 

 

 

 

 

 

Passagem sob a Linha do Oeste junto a Dois Portos.

 

 

JC subindo para a Ribaldeira.

 

 

Limpezas no caminho enlameado e peganhento que sobe da Ribaldeira para a Portela do Bispo.

 

Esta subida foi um osso duro de roer. Primeiro a lama...

 

...depois a inclinação.

 

 

Passagem sob a A8 junto à Serra do Socorro.

 

Subir a Serra do Socorro custa menos que fazer estas rampas.

 

Final da dificílima subida, após São Sebastião e que nos conduz...

 

...ao Forte Grande da Enxara dos Cavaleiros.

 

 

Subidas com pisos escorregadios e demasiada potência nas pernas...

 

...nem sempre se dão bem.

 

 

 

Após Vila Franca do Rosário.

 

Passagem sob a A21. Terrenos muito agrestes antes da Malveira.

 

Contraste entre a bela sapatilha branca do JC e os restos da limpeza dos sapatos do Gusto.

 

     PM


publicado por pedramarela às 17:41
link do post | comentar | favorito
|

.pedrAmarela BTT


. sobre nós

. seguir perfil

. 1 seguidor

.pesquisar

 

.Maio 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Novas Camisolas num dia d...

. 25 de Abril à Chuva

. 10.000 km em Single-Speed...

. SSintra, 26-02-2012

. Sintra - 17-02-2012

. Arrábida - 10-02-2012

. Moinhos da Raimonda - 05-...

. Arruda/Montejunto - 26-01...

. Malveira/Arruda/Sobral - ...

. Malveira/Santa Cruz - 13-...

.arquivos

. Maio 2012

. Abril 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Junho 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

.links

SAPO Blogs

.subscrever feeds