Terça-feira, 15 de Dezembro de 2009

GR70: Volta à ilha de Sintra

  

GR70: Volta à ilha de Sintra
11/Dez/2009
 
 
Para assinalar o regresso ao pedal do nosso “pedra” mais difícil de encontrar – o PF, fomos (eu, o PM e o próprio PF, aos quais se juntou mais à frente o meu amigo Luís) “passear” a Sintra. Foram 70 km relativamente suaves para alguns e algo exigentes para outros, mas sem grandes sobressaltos...
 
A saída de Barcarena foi às 8h00, com passagens pela Quinta da Estribeira, Cabra Figa, Tabaqueira, Autódromo, Atrozela, Pizão, Murches, Guincho.
 
Foi aqui no Guincho que o meu amigo Luís se juntou à comitiva. Apesar de ser um quase estreante nas lides das “bicicletas de alta montanha”, não hesitei em lhe proporcionar um dos melhores empenos da sua curta carreira betetística: a subida pelo fabuloso trilho da praia do Abano até ao cruzamento do Cabo da Roca (aquele que fazemos normalmente a descer). O amigo Luís chegou cá acima esbaforido (ao fim de 4 km já queria voltar para o carro, mas depois de alguns incentivos lá conseguiu superar o desafio e continuar viagem).
 
 
 
Ao chegarmos à estrada, decidimos (por unanimidade) fazer um verdadeiro passeio turístico por algumas das melhores paisagens culturais de Sintra, sempre por estrada: Pé da Serra, Colares, Monserrate, Palácio de Seteais, Quinta da Regaleira, Sintra (Centro Histórico) e subida até ao Castelo dos Mouros. Aqui fomos todos juntos num ritmo (relativamente) calmo mas sem paragens.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
No cruzamento que separa as estradas de acesso ao Castelo e ao Convento dos Capuchos, o Luís deixou-nos para regressar ao Guincho.
 
 
 
 
Nós continuámos a subir mais umas centenas de metros até ao assalto final ao Castelo. Aqui fizemos a descida num das famosas rotas pedonais de Sintra, desfrutando das suas belíssimas paisagens (recordo que Sintra foi a primeira área classificada pela UNESCO, na Europa, em 1995, como Paissagem Cultural - Património da Humanidade).
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Quando chegámos a São Pedro de Penaferrim e face ao adiantado da hora, decidimos já não subir para S. Eufémia. Seguimos então para o Linhó e regressamos a casa pelo trajecto habitual.
 
 
 
Em suma, foram 5 horas de “passeio” cultural e desportivo numa das 7 maravilhas de Portugal - Sintra. O que se quer mais? Só faltou mesmo as bifanas e as minis! 
 
JC       
tags:

publicado por pedramarela às 01:19
link do post | comentar | favorito
|

.pedrAmarela BTT


. sobre nós

. seguir perfil

. 1 seguidor

.pesquisar

 

.Maio 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Novas Camisolas num dia d...

. 25 de Abril à Chuva

. 10.000 km em Single-Speed...

. SSintra, 26-02-2012

. Sintra - 17-02-2012

. Arrábida - 10-02-2012

. Moinhos da Raimonda - 05-...

. Arruda/Montejunto - 26-01...

. Malveira/Arruda/Sobral - ...

. Malveira/Santa Cruz - 13-...

.arquivos

. Maio 2012

. Abril 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Junho 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

.links

SAPO Blogs

.subscrever feeds