Segunda-feira, 21 de Dezembro de 2009

Ensine o seu filho a andar de bicicleta

Saber andar de bicicleta faz parte da CULTURA GERAL de cada indivíduo. As imensas possibilidades de utilização da bicicleta, quer como meio de transporte, quer ainda como instrumento de brincadeira e lazer ou como engenho próprio para a práctica desportiva, associadas ao indescritível prazer provocado pelo contacto directo com a Natureza e pela sensação de "desequilíbrio controlado", exercem grande atracção sobre a maioria das pessoas e, em especial, junto dos mais jovens.

É portanto uma tarefa habitual dos pais (ou mães) apoiar os seus pequenos nas primeiras aventuras em duas rodas. Parece-nos, aliás, fundamental que assim seja, na medida em que, não só a aprendizagem por parte da criança é mais fácil, mas também porque esta "cumplicidade" entre pais e filhos, numa situação lúdica, se torna muito importante pelas suas implicações afectivas e familiares. Hoje em dia quase toda a gente diz que não tem tempo para dedicar aos filhos mas, de facto, nem sempre fazemos todos os possíveis para minorar as desvantagens da vida "moderna". Muitas vezes é só uma questão de revermos as PRIORIDADES, e pensarmos naquilo que é mais importante. Ensine portanto o seu filho (ou filha) a andar de bicicleta !!

Permita-nos, todavia, propor-lhe alguns temas de reflexão :

Deve começar-se o mais cedo possível, com um TRICICLO. As crianças devem ter hipóteses de experimentar várias formas de movimento, e esta é uma delas. Por favor, resista à tentação de comprar um daqueles brinquedos eléctricos em que as crianças não fazem mais nada senão rodar um punho ou carregar num acelerador ... não quer, com certeza, criar mais um preguiçoso, pois não!?

Depois, a primeira bicicleta pode estrear-se por volta dos CINCO ANOS, altura em que o desenvolvimento psico-motor atingido já permite uma solicitação deste tipo. Numa fase inicial podem usar-se as habituais RODINHAS  laterais presas ao eixo traseiro, mas rapidamente as crianças se aborrecem desta situação.Há quem, nesta altura, tire uma das rodinhas e deixe ficar a outra. Parece-nos uma situação pouco aconselhável, pois leva as crianças a sentirem uma diferença na segurança nas inclinações e viragens, conforme o lado para onde querem ir. Uma solução pouco conhecida, mas que nos parece adequada para esta fase, consiste na desmontagem das duas rodinhas e dos PEDAIS. A criança deve, pois, deslocar-se empurrando com os pés no chão, aproveitando o balanço obtido para, a espaços, procurar o equilíbrio em movimento. Claro que com os pedais montados isto não é possível, uma vez que estes batem nas pernas do "ciclista". A extensão dos trajectos em equilíbrio começa a ser cada vez maior e é então possível a remontagem dos pedais, para entrarmos na FASE DECISIVA.

É agora que as costas dos papás vão começar a doer... Procure um espaço aberto, com piso regular e pouco agressivo (há sempre uma quedazita) e prepare-se para segurar e empurrar. Se passou pelas fases anteriores, a sua criança, em uma ou duas manhãs de um fim de semana, estará apta a pedalar "a sério". Partilhe com ela esse momentos irrepetíveis e verá que vale a pena. A vida é feita de pequenos nadas, como diz o poeta.

Aos seis, SETE ANOS, deveremos atingir a fase em que se pode oferecer (aniversário, natal, etc) uma bicicleta um pouco maior (BMX).

Aos dez, ONZE ANOS, qualquer criança de estatura "normal" pode já utilizar uma "máquina" de roda 26, isto é, tipo bicicleta de montanha para adulto. Há várias medidas de quadro e os números mais pequenos são perfeitamente adequados. Hoje em dia quase todas as bicicletas são feitas em aluminio, mas se conseguir encontrar algum modelo com quadro em liga de aço cromo-molibdénio (vulgo cromoly)opte por ele - é muito mais confortável e transmite menos vibrações ao corpo do jovem ciclista. Informe-se antes de comprar !!

Antes dos catorze anos não é aconselhável o uso de suspensões e de pedais de encaixe. A utilização destes acessórios faz "queimar" algumas importantes etapas da aprendizagem da técnica de condução da bicicleta. Há muito tempo à frente....

Finalmente, pensamos que em todas as fases descritas, a partir do triciclo, é aconselhável o uso de um CAPACETE de protecção. Quem dá um "dinheirão" por uma bicicleta, bem pode gastar mais uns "tostõezitos" (que até nem são muitos) na segurança dos seus filhos.

 

FG

 


publicado por pedramarela às 00:20
link do post | comentar | favorito
|

.pedrAmarela BTT

.pesquisar

 

.Maio 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


.posts recentes

. Novas Camisolas num dia d...

. 25 de Abril à Chuva

. 10.000 km em Single-Speed...

. SSintra, 26-02-2012

. Sintra - 17-02-2012

. Arrábida - 10-02-2012

. Moinhos da Raimonda - 05-...

. Arruda/Montejunto - 26-01...

. Malveira/Arruda/Sobral - ...

. Malveira/Santa Cruz - 13-...

.arquivos

. Maio 2012

. Abril 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Junho 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds