Terça-feira, 22 de Dezembro de 2009

Tróia - Sagres 12/12/2009

Pela 1ª vez tomei parte deste desafio a convite do Punk. A equipa alinhada consistiu em mim, nele, no Bruno Malheiro e no Ricardo. Tinhamos planeado apanhar o barco da 8 porque quer o Punk, quer o Malheiro começaram a pedalar às 4.30 da manhã para irem de casa até Setúbal (88km de aquecimento). Contudo o Ricardo atrasou-se fazendo-nos perder o barco das 8h (o último barco que deve ter levado ciclistas), porque no das 8.35 éramos os únicos.

Com isto tudo começámos a pedalar somente às 9h em Tróia. Apesar de ser a estreia tive de "dobrar" as regras e levei uma asfáltica que permitiu puxar o comboio como tinha prometido ao Malheiro. Não tirámos fotos, mas o cenário era: a minha Addict, a Sobre do Malheiro com Kenda SmallBlock8, a Kula Supreme do Punk com Slicks e a Factor com pneus de Geax Mezcal (praticamente o dobro do peso da minha bike).

Para compensar o atraso (deviamos ter partido muito mais cedo na minha opinião, mas isso impossibilitava a ida dos 2 corajosos a partir de casa) tivemos de impor um ritmo forte e começar a rolar rumo ao Sul. Fomos certamente o último grupo a partir de Tróia, restava tentar apanhar algum grupo que tivesse partido antes.

Desta vez o grupo não teve carro de apoio, apenas (mas que soube muito bem) contámos com boleia de Sagres para cima, ou seja, tudo o que comemos teve de ser transportado (água, barras, fruta, roupa) ou adquirido pelo caminho em "tempo real".

A 1ª paragem foi forçada aos 1ºs km com uma pastilha a fazer handicap na Factor, seguimos caminho ao fim de talvez 20 min parados. Continuámos a bom ritmo até cerca de 15km de V.N. de Mil Fontes onde parámos para almoçar, não havia bifanas, houve quem comesse sandes, metade do grupo avançou  mais 4km até ao restaurante que as iria confeccionar. O Bruno bem avisou que precisava de comer "comida" e que as barras não lhe dão sustento, talvez por isso e pelos mais de 60min de espera pelo almoço em que descansámos, arrancámos a todo o vapor recuperando algum do tempo perdido. Mais uma vez coube-me a tarefa de puxar o grupo (com todo o gosto) justificando a bifana e meia que entrara na fornalha.

A 2ª paragem foi antes de S. Teutónio onde o Ricardo precisou de algum tempo para recuperar das costas e o resto aproveitou para recuperar e retemperar energias. Aproveitámos a paragem para bater terreno e calcular a distância à "única" subida digna de registo que nos iria aparecer em Odeceixe a cerca de 15km. Eu no meu planeamento já a tinha visto ao 160º km, e estava receoso, mas devido a uma boa gestão de esforço até a fiz com relativa facilidade mesmo com as pesadas relações da Addict. Ultrapassado este obstáculo sabíamos que o único problema seria depois a noite. Como estava plenamente confiante que ia partir cedo, parar pouco e andar rápido não levei luzes. Felizmente o resto do grupo foi mais previdente e levaram luzes que tivemos de instalar perto de Aljezur. Antes disso já vários carros faziam o seu regresso a faziam questão de nos cumprimentar, o que a mim (pelo menos) me encheu de ânimo pela camaradagem demonstrada.

A 3ª e última paragem foi nessa mesma zona para retirar óculos e instalar luzes. A zona final já estava identificada pelos mais experientes como fácil mas relativamente complicada devido ao constante sobe e desce. Foi aqui também, já com noite cerrada que o nosso grupo se dividiu. Punk e Ricardo ficaram para trás num ritmo mais confortável, eu e o Malheiro numa toada forte para os quilómetros finais. Nunca pensei, ao fim de 150 km fazer andamentos tão rápidos e só me ocorria o facto de já estarmos bastante próximos. Ainda ajudámos alguns companheiros que andavam completamente às escuras na estrada.

A chegada a Sagres soube bem, mas soube a pouco. Eram 19h e não se via ninguém. Nem parecia que tinha havido um Tróia-Sagres por vários motivos. O 1º o adiantado da hora e depois porque muita gente havia rumado ao parque de campismo para banhos. Como não tínhamos hipótese de levar muda, também não fomos ao parque. Ficámos eu e o Ricardo a vila à espera da boleia enquanto Punk e Malheiro aproveitaram para completar os 300km do Punk com uma ida ao Cabo de S. Vicente. Nesta derradeira paragem avistámos a carrinha da Ciclonatur que rumou nessa altura a Lisboa.

Um dia em cheio para todos e muito provavelmente a repetir.

Jepas

tags:

publicado por pedramarela às 11:26
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De Fernando Godinho a 22 de Dezembro de 2009 às 23:34
Grande Nuno! 300km é de homem!


Comentar post

.pedrAmarela BTT


. sobre nós

. seguir perfil

. 1 seguidor

.pesquisar

 

.Maio 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Novas Camisolas num dia d...

. 25 de Abril à Chuva

. 10.000 km em Single-Speed...

. SSintra, 26-02-2012

. Sintra - 17-02-2012

. Arrábida - 10-02-2012

. Moinhos da Raimonda - 05-...

. Arruda/Montejunto - 26-01...

. Malveira/Arruda/Sobral - ...

. Malveira/Santa Cruz - 13-...

.arquivos

. Maio 2012

. Abril 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Junho 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

.links

SAPO Blogs

.subscrever feeds