Domingo, 24 de Outubro de 2010

De Volta a Caneças - 24-10-10

     Fomos poucos mas bons (FG, PM e RA), aqueles que hoje voltámos a Caneças para mais uma rija volta. Desta vez sem carraças, mas com alguns trilhos novos que, como sempre, o RA faz questão de cuidadosamente escolher de entre aqueles que têm pisos mais manhosos (regos, calhaus, terrenos lavrados, tojo, subidas inclinadíssimas, descidas escabrosas, cães ferozes e outros atractivos). Estraga-nos com mimos.

     Partindo de Caneças (eu e o RA vindos a pedalar de casa), passagem por A-dos-Cães, Monfirre, Godinheira, Monte Rebolo, Almargem do Bispo e Almornos.

     E foi neste ambiente de BTT puro e duríssimo, e em amena cavaqueira, que a minha boa e fiel SS (Surly 1x1) pôde celebrar a ultrapassagem dos 6000 km, não tendo ainda completado dois anos de vida.

     Grande volta. Os que ficaram em casa sabem com certeza o que perderam.

O ideólogo da volta, na sua bela (e discreta) Voodoo.

Na base do Penedo do Gato.

O paraiso para os apreciadores de salada.

A-dos-Cães.

A agrura dos pisos.

Serra de Monfirre.

De volta a casa.

Chegada a Almargem do Bispo. Monte Rebolo em fundo.

 

     PM

tags: ,

publicado por pedramarela às 22:10
link do post | comentar | favorito
Sábado, 23 de Outubro de 2010

MonSSanto 100% SS - 22-10-10

     Algumas fotos da bela voltinha de sexta de manhã em Monsanto, com a participação exclusiva de três SS: Laranjina (FG), Genesis (MM) e Surly 1x1 (PM).

     Ponto de encontro no Estádio Nacional, onde chegámos já a pedalar e onde aquecemos a subir o Downhill, para depois descermos um espectacular e serpenteante single.

     Chegada a Monsanto por Linda-a-Velha, Miraflores e Restelo.

     Retorno via Caselas, Algés e Caxias.

Aquecimento no Jamor.

É dura a vida de single-speeder.

Junto do Moinho das Três Cruzes ou do Calhau, com vista para a civilização.

Subida da auto-estrada.

Sem comentários.

Um pouco de escalada.

     PM

tags: ,

publicado por pedramarela às 18:01
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 20 de Outubro de 2010

Volta Grandalhona da Carregueira - 20-10-10

     Nesta bela manhã de Outono, eu e o JC voltámos à região saloia para mais um belo esticão.

     Para animar um pouco mais as coisas, resolvemos alargar a chamada volta grande da Carregueira (com cerca de 70 km, partindo de Tercena), acrescentando-lhe umas variações que integravam a volta média. Ficámos assim com 80 quilómetros de pisos variados, agrestes e empenantes, com 1700m de acumulado de subidas, que despachámos em pouco mais de cinco horas e a que passámos a chamar volta grandalhona da Carregueira.

     Passagem por Massamá, Colaride, Cacém, Meleças, Tala, Carregueira, Telhal, Palmeiros, Casal dos Gosmos, Vale da Calada, Monte Rebolo, Godinheira, Casal do Muxarro, Monte Funchal, Mafra Gare, Negrais, Pedra Furada, Olelas, Almornos, Fonteireira, Belas, Venda Seca, Cacém, Colaride, Massamá e Tercena.

     Não percam os próximos capítulos.

Vista da Serra de Sintra a partir do Moinho Novo da Mata.

Nova descida a partir do moinho.

Início da descida para Mafra Gare, após contornarmos o Monte Funchal. Sintra no horizonte.

Vindos de Mafra Gare, em direcção a Negrais.

Vale da Calada, antes da passagem por Olelas.

 p.s. No final ainda sugeri ao JC que voltasse a dar mais uma volta a este percurso, sózinho, como treino para a super-travessia. Mas ele não foi muito receptivo à ideia.

 

     PM


publicado por pedramarela às 22:06
link do post | comentar | favorito

Sintra 17-10-10

     Deixo aqui algumas fotos da volta de Domingo passado em Sintra.

     Foram cerca de 41 km, com partida da Barragem da Ribeira da Mula e passagem por Capuchos, Mosqueiros, Monge, Turfas, Peninha, Biscaia, Abano, Guincho, Malveira, Vale de Cavalos, Pisão e Canyon da Ribeira das Vinhas.

     Participantes: FG, PM, MR, MA, JC, ND, Jepas, MM, CP e Gusto (convidado e apanhador de Tortulhos). Duas SS presentes.

 

Isto agora já chegou ao requinte de trazerem a colher de casa...

JC após um contacto mais íntimo com a vegetação das Turfas.

Guincho e Cabo Raso.

E vão duas.

Eh, eh, eh, esta malta mais nova nunca mais aprende, parece pensar o FG.

Canyon da Ribeira das Vinhas.

     PM

tags: ,

publicado por pedramarela às 20:38
link do post | comentar | favorito
Sábado, 16 de Outubro de 2010

Não há fome que não dê em fartura

Após estar mais de dois meses sem pedalar em Sintra, nesta ultima semana consegui ir andar na nossa bela serra três vezes (e amanhã estou lá batido outra vez).

Na sexta-feira passada arranquei, juntamente com o FG e o MR, da Atrozela, para uma volta que teve algumas variações relativamente aos caminhos que vai sendo hábito fazermos.

Ponto de partida. Rotunda da Atrozela.

Apesar do céu ter estado quase sempre nublado, a falta de vento e a temperatura amena criaram as condições para uma bela manhã de BTT. A grande carga de água que caiu exactamente há uma semana atrás, deixou os pisos com uma excelente tracção, apesar de também ter já iniciado o processo de erosão dos estradões que tinham sido arranjados há pouco tempo (já se começam a notar alguns regos). Outras das coisas que estas primeiras chuvas trouxeram, foram os cogumelos. Começam a aparecer por todo o lado, alguns deles já com dimensões apreciáveis.

Após termos deixado a Atrozela, o Refilão e o Pisão para trás, resolvemos dirigir-nos para Murches, a partir de onde faríamos a ligação para o Guincho e para a Malveira. Sempre era uma maneira de variar do tradicional início pela Barragem da Ribeira da Mula, ou pelo estradão do Saldanha (e uma forma  de não começar a subir).

Cancela de entrada no Pisão, a partir da Atrozela.

Uma lagartona que se nos atravessou no caminho.

Refilão.

Em Murches, a treta de uma vedação recentemente instalada, obrigou-nos a procurar uma alternativa. Esta, apesar de muito interessante, acabou por revelar-se um beco sem saída e lá tivemos de seguir por estrada.

Novos trilhos na zona de Murches.

Já no Guincho, nova variação. Subimos até ao marco geodésico do Barril e ligámos ao caminho tradicional para a estrada da Malveira da Serra, através de uns belos trilhos, nos quais nunca tinha pedalado.

Subindo com o Forte do Abano em fundo.

Marco Geodésico do Barril e praia do Guincho.

 

Peninha e Malveira da Serra ao longe.

Na Malveira decidimos tomar um caminho que muito raramente fizemos. Subimos as difíceis rampas de cimento, que nalguns pontos chegam aos 26% de inclinação. A belíssima e diferente vista que se tem do alto destas rampas, compensa no entanto plenamente a dificuldade de as subir.

Subida a partir da Malveira da Serra.

Até dói, só de olhar.

26 % de inclinação.

A vista compensa o esforço.

Proximo destino Peninha.

A torre de vigia da Pedra Amarela vai surgindo em segundo plano.

Na ligação para a Peninha, optámos por não subir a rampa que passa pelo Cabeço do Vento (tb. nunca a conseguimos fazer a pedalar até ao fim), utilizando antes um caminho mais progressivo e suave.

O caminho de volta foi feito pela Urca, Capuchos, trilhos maravilha, descida do Saldanha, Pisão, Refilão e Atrozela. Foram 42 Km e 1000m de acumulado de subidas, feitos a um ritmo calmo e descontraído, numa bela manhã de Outono.

Paragem antes da Urca...

...para fotografar cogumelos.

PM

tags:

publicado por pedramarela às 23:25
link do post | comentar | favorito
Domingo, 10 de Outubro de 2010

Hibernação Antecipada?

      Pois é, parece que as alterações climatéricas também já começam a afectar o btt. É que tudo indica que a tradicional hibernação de alguns dos nossos membros durante a estação do frio e da chuva, este ano tenha chegado mais cedo. Isto levando em conta a adesão do pessoal às últimas voltinhas.

      As habituais desculpas invernais (tipo ai está muito frio e ainda me constipo, o windguru dá muita chuva para amanhã e vou mas é ficar na caminha, ou no quentinho do ginásio é que se está bem) este ano chegaram no início do Outono, fazendo antever mais uma época de btt “enormemente” participada.

      Assim sendo, no feriado do 5 de Outubro, com o resto da malta certamente a comemorar o centenário da implantação da república, acabei por combinar à última da hora ir pedalar com o meu irmão para Sintra.

      E hoje, voltei novamente a Sintra com o meu irmão, juntamente com alguns colegas nossos. Foi uma voltinha em ritmo calmo, com várias paragens para reagrupar e comer barritas, mas em boa companhia. Passámos em alguns dos locais mais emblemáticos da serra, como o Monge, os Canudos, o Rio Velho, o Rio de Milho, a Azinhaga do Vale dos Anjos, entre outros. Ah, e não é que não caiu uma única gota de chuva durante toda a manhã.

Novo grupo, novo local de partida.

Rampa da Pena, por onde começámos a subir.

O Monge agora parece uma auto-estrada.

O meu irmão Luís, cada vez mais adaptado à sua "Stumpie".

João Paulo e a sua suspensão inteligente.

Descendo da Peninha.

Xico Galvão, o homem dos Caminhos de Santiago, no final da subida dos Canudos.

Caminho do Rio de Milho.

O outro João Paulo, a concentrar-se para o que faltava subir.

Quase a chegar aos Capuchos.

 

      PM

tags:

publicado por pedramarela às 19:22
link do post | comentar | favorito

.pedrAmarela BTT


. sobre nós

. seguir perfil

. 1 seguidor

.pesquisar

 

.Maio 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Novas Camisolas num dia d...

. 25 de Abril à Chuva

. 10.000 km em Single-Speed...

. SSintra, 26-02-2012

. Sintra - 17-02-2012

. Arrábida - 10-02-2012

. Moinhos da Raimonda - 05-...

. Arruda/Montejunto - 26-01...

. Malveira/Arruda/Sobral - ...

. Malveira/Santa Cruz - 13-...

.arquivos

. Maio 2012

. Abril 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Junho 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

.links

SAPO Blogs

.subscrever feeds