Domingo, 22 de Janeiro de 2012

Malveira/Arruda/Sobral - 19-01-2012

     Nova volta com partida e chegada na Malveira, mas bastante diferente da anterior. É que se na semana passada a dificuldade derivava mais da distância, sendo o percurso mais para o rolante, desta vez, embora o percurso fosse mais curto, era duríssimo. O sobe e desce era constante, sendo frequentes as rampas com grande inclinação, algumas delas com pisos bem pastosos e escorregadios. A juntar a isso e estando nós numa região ainda com bastante agricultura, apanhámos várias zonas com o piso em muito mau estado, devido à passagem de tratores e outros veículos agricolas em zonas com água.

     Apesar das dificuldades, estava quase tudo ciclável (havendo pernas), sendo este percurso bastante bonito e variado. Subidas, descidas, estradões, singles, zonas de vegetação cerrada, zonas mais abertas, pisos secos, grandes lamaçais, apanhámos um pouco de tudo, numa alternância constante e, por vezes, inesperada.

     Outro atrativo desta volta é o fato de se desenrolar maioritariamente em campo e áreas agicolas. Tirando a Malveira, todas as povoações pelas quais passamos são de pequeno porte e pacatas, pedalando quase sempre em zonas isoladas. Acabamos mesmo por não passar na Arruda nem no Sobral, mas apenas nos seus arredores.

     Terminámos com um registo de 75 Km bem durinhos. O acumulado de subidas ultrapassou ligeiramente os 2000 m.

 

Primeiras pedaladas em terra, após a Venda do Pinheiro.

 

 

Arranja-me aí uma braçadeira ou passas o resto da volta a apanhar o meu GPS.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Louriceira. Sociedade Recreativa Louricense.

 

 

 

 

 

 

 

Arruda dos Vinhos.

 

O single bem escorregadio que nos conduziu até Pé do Monte.

 

Gusto sobe após Pontes de Monfalim.

 

Uso alternativo para o suporte do GPS.

 

Montejunto. Fica para a próxima.

 

 

Capela de Nossa Srª dos Milagres, perto de Folgorosa.

 

PM, JC e Gusto. 

 

Vista a partir da capela.

 

 

 

 

 

 

 

 

Passagem sob a Linha do Oeste junto a Dois Portos.

 

 

JC subindo para a Ribaldeira.

 

 

Limpezas no caminho enlameado e peganhento que sobe da Ribaldeira para a Portela do Bispo.

 

Esta subida foi um osso duro de roer. Primeiro a lama...

 

...depois a inclinação.

 

 

Passagem sob a A8 junto à Serra do Socorro.

 

Subir a Serra do Socorro custa menos que fazer estas rampas.

 

Final da dificílima subida, após São Sebastião e que nos conduz...

 

...ao Forte Grande da Enxara dos Cavaleiros.

 

 

Subidas com pisos escorregadios e demasiada potência nas pernas...

 

...nem sempre se dão bem.

 

 

 

Após Vila Franca do Rosário.

 

Passagem sob a A21. Terrenos muito agrestes antes da Malveira.

 

Contraste entre a bela sapatilha branca do JC e os restos da limpeza dos sapatos do Gusto.

 

     PM


publicado por pedramarela às 17:41
link do post | comentar | favorito
Domingo, 15 de Janeiro de 2012

Malveira/Santa Cruz - 13-01-2012

     Mais uma jornada de BTT à moda antiga, com 120 km e cerca de 2000 m de acumulado de subidas, feitos quase de sol a sol.

     Volta circular, com partida e chegada na Malveira e passagem pela praia de Santa Cruz.

     Pena que alguns atrasos e os dias mais curtos do Inverno tenham obrigado a alterar o final e a terminar por estrada. Cada vez me convenço mais que estes tracks gps deviam ter prazo de validade. Evitava-se assim o aparecimento de obras, lagoas, casas, vedações e mato cerrado, onde deviam estar belos e desimpedidos caminhos. É caso para perguntar, onde é que anda a ASAE?

     Participaram nesta aventura os Pedras PM, JC e Gusto, aos quais se juntou o convidado Carlos Parente. De realçar a atitude do Carlos que, apesar de pouco habituado a estas distâncias e do belo empeno a que foi sujeito, se portou à altura. Um exemplo para muitos marmanjos que por aí andam.

 

Início inspirador na Malveira.

 

Os belos trilhos junto a Jeromelo.

 

 

 

Serra do Socorro no horizonte.

 

As Linhas de Torres sempre presentes. Forte Grande da Enxara dos Cavaleiros.

 

Povoação de S. Sebastião no sopé da Serra do Socorro.

 

 

 

 

 

Início do lindíssimo trilho, já perto de Torres Vedras, que segue ao longo da linha do comboio ...

 

... e nos leva até ao "Estabelecimento Balnear e Hydrotherapico dos Cucos".

 

 

 

Estufas de morangos a perder de vista.

 

 

 

 

Subida antes de Maceira.

 

Após Maceira, já perto das falésias e do mar.

 

 

 

Carlos Parente, JC, Gusto e PM, na praia de Porto Novo (onde se deu o desembarque das tropas britânicas que viriam a combater na batalha do Vimeiro).

 

Foz do Rio Alcabrichel.

 

 

 

Praia de Santa Rita

 

 

 

 

 

 

Santa Cruz.

 

Ribeira de Pedrulhos.

 

A difícil subida da Ribeira de Pedrulhos para Casais da Cruz.

 

Único abastecimento do dia.

 

Descontraindo as pernas.

 

Corrente partida na bike do Carlos.

 

Descida em calçada perto de Varatojo.

 

 

 

 

Raios partam o track.

 

 

Caminho cortado por uma casa nova e respetiva vedação ...

 

... a obrigar a andar para a frente e para trás durante um bom bocado. 

 

A partir daqui, após Torres Vedras, o cair da noite obrigou-nos a voltar por estrada.

 

PM


publicado por pedramarela às 21:45
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

.pedrAmarela BTT


. sobre nós

. seguir perfil

. 1 seguidor

.pesquisar

 

.Maio 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Malveira/Arruda/Sobral - ...

. Malveira/Santa Cruz - 13-...

.arquivos

. Maio 2012

. Abril 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Junho 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

.links

SAPO Blogs

.subscrever feeds